25/08/2009

"Um, dois, três... três meses!"

.
A Fine Frenzy - You Picked Me

Um, dois, três
Contando os sinais que nós vemos
Os altos edifícios
Desaparecendo com a distancia
Somente pontos em um mapa
Quatro, cinco, seis
Nós dois num ajuste perfeito
Você é todo meu, todo meu

E tudo que eu posso dizer
É que você me deixa louco

Tão macia
A chuva atrás das janelas
E o café forte
Aquecendo meus dedos
Nessa casa de pescador
Você me pegou,
Procurou na areia
E subiu na árvore
E me trouxe pra baixo

E tudo que eu posso dizer
É que você me deixa louco.

Como uma maça na árvore
Escondida atrás das folhas
Eu era difícil de ser alcançada
Mas você me escolheu
Como uma concha na praia
Somente outra peça bonita
Eu era difícil de enxergar
Mas você me escolheu,
Yeah, você me escolheu


"You are my life now"
.

07/08/2009

"Apenas mais uma confissão..."

Diga adeus a todas as coisas que não fazem bem a você.

Valorize as pessoas que te rodeiam. Esqueça suas preocupações.

Viva sua vida de peito aberto.

Escreva cartas.

Respeite.

Ame.

Diga que ama.

Viva.

Seja feliz.

Seja feliz!

 

A irracionalidade move montanhas e transforma sua vida.

.

02/08/2009

"E agora, José?"

“I can’t get no satisfaction.

And I try, and I try, and I try.”

(Satisfaction – The Rolling Stones)

 

Qual o motivo de nós nunca estarmos satisfeitos? Tem horas em que eu fico indignado com esse blog. Por exemplo, está tudo correndo absolutamente bem em minha vida. Fato! Está mesmo. Mas vem a questão: falar sobre o que aqui, quando se está indo tudo bem?

Antes eu vinha aqui pra falar das desilusões amorosas. Me expressava através de filmes, músicas e tudo mais. Eu adorava quando eu chegava aqui puto da vida e descarregava em cima de você, meu leitor imaginário absoluto. Falava, filosofava, chorava, penava, e depois tudo voltava ao normal.

Agora não tenho mais necessidade de falar sobre nada disso. Estou de férias, estagiando num lugar maravilhoso, cercado de pessoas maravilhosas, me divertindo muito, família bombando de confiança em mim, aprendi a dirigir \o/, e estou no relacionamento mais “tudo” de minha vida. Mas amor é muito chato para se falar sobre. Porque você vai e volta para a mesma coisa, tipo, todas as vezes. Tudo vai acabar numa declaração, numa jura, numa melosidade que não cabe aqui.

Então pergunto a você, caro leitor imaginário: Vou falar sobre o quê? Não, não vou falar sobre Harry Potter ou sobre o que eu comi no almoço, acho esse tipo de blog muito piegas. Afinal de contas isso aqui não é diário, é um confessionário, -oi. E Harry Potter é fantasioso demais pra mim. Ficção em minha vida só Edward & Bella, obrigado.

Gente, Michael Jackson morreu e as Pussycat Dolls acabaram... mas eu vou continuar vivendo apesar disso tudo. É incrível a quantidaaaade de fãs efusivos e repentinos de Michael no momento. Cada esquina da cidade está repleeeeta de DVDs, coletâneas, MP3 e tudo mais. Sem falar nas homenagens, livros, revistas e blábláblá. Olha, se quiser fazer algo pelo reconhecimento do meu trabalho, seja lá ele qual for, faça agora. Porque depois de falecido, só de adubo servirei. Ou não...

.