30/03/2009

"Tá legal ou tá precisando de uma pimenta?"

Olá, caro leitor imaginário, estou numa fase muito TUSO (é tudo com "S"mesmo) da minha vida. Zapeando pelos blogs de meus amigos descobri esse questionário (?) no blog fofo da Flor. Pedi permissão e ela me deixou fazer aqui também.
É legal que dessa forma vocês passam a saber um pouco mais sobre mim. Depois me digam se minha vida tá legal ou se está precisando de uma pimenta. Me senti no Planeta Shoosha respondendo as perguntas do quadro Intimidade! *-* (Aham, Cláudia, senta lá.). Enfim...

01 - Plantar uma árvore (ou qualquer planta); Plantei feijão no algodão na escola.
02 - Ler no mínimo um livro por mês; Eu leio 1, 2... Mais ou menos. A faculdade ajuda e atrapalha.
03 - Escrever o primeiro livro da minha série; Já comecei uns 3 livros e tenho contos soltos, perdidos por aí. Antes (ou depois) de morrer, alguém os acha e os publica.
04 - Ir ao cinema no mínimo uma vez por mês; Pfffff. Cinema? O último filme que assisti no cinema foi Crepúsculo (*-*) em janeiro. E aí, gostou?
05 - Começar uma faculdade e fazer pós – graduação: Com fé em Deus concluo o curso de Jornalismo no final do ano que vem! (Y)
06 - Falar menos verdades doloridas; Às vezes, não é? Por que não é tão fácil assim. A gente camufla as verdades para que não venha a doer tanto.
07 –Fazer natação; Oi? Fazer o quê? Pffff, super afundarei. Sei nada de água. Preciso de um salva-vidas e de uma (Sa)bóia. Alguém se habilita?
08 - Colocar em dia todas as pendências médicas; Ah, isso sempre. Mamãe se encarrega de todas as férias nos deixar (meu irmão e eu) “nos trinques” no quesito saúde.
09 - Viajar para um lugar que nunca fui; Manhattan – NY (Viajar é bondade. Vou pra morar. Fica a dica monstra).
10 - Atualizar com freqüência meu blog; Isso realmente não faço, mas tento.
11 - Voltar a usar algum dos fotologs; Tem meu flickr. Voltei a postar lá. Os flogões da vida nunca mais.
12 - Fazer pelo menos 5 novas e boas amizades; Ahh, faço sempre. Eu sou legal! E, consequentemente, acabo atraindo pessoas legais também. (Y)
13 - Conseguir um emprego mais legal; Nunca trabalhei. Comofas/
14 - Aprender a falar outro idioma; Acho que vou começar a fazer Italiano esse ano. Tenho uns planos aí...
15 - Consumir menos refrigerante; Nunca fui muito fã sempre preferi os sucos. Mas as amizades me influenciaram a consumí-lo. Agora estou parando, tomos só nos finais de semana.
16 - Parar de ser pão-duro comigo mesmo; Nunca fui. Tudo o que quero (e posso) eu compro. Aprendi com mamãe. Sou quase um retrato do capitalismo.
17 - Espalhar felicidade; Sempre! Mesmo estando triste às vezes.
18 - Escrever uma música; Putz! Já fiz umas duas eu acho. Só sei que uma foi pra mamãe. Não me pergunte da outra. Não lembro mesmo².
19 - Fazer um curta-metragem; Nem longa.
20 – Parar de colocar apelidos nas pessoas: Never ever.
21 - Organizar de verdade meus armários; De janeiro em janeiro.
22 - Comprar o Dvd do Acústico Legião Urbana Mtv: Não encontro nem pra download.
23 - Encontrar amigos do passado; Encontrei alguns, mas faltam muitos.
24 - Falar para meu tio que é "giga" e não "ginga" em informática; Ai, um dia ele descobre. Tenho mais o que fazer. Se eu descobri, ele também consegue. Ele não é uma anta.
25 - Ter uma nova experiência; Preciso de uma cobaia (6)
26 - Aprender a jogar vídeo game: Já joguei demais. Não tenho mais paciência. (Y)
27 - Aprender a cozinhar um doce (diferente de bolo de chocolate); Atoron cozinhar. Só me falta tempo (e paciência) ultimamente. Mas, quando a fome aperta, sai um delicioso miojo.
28 - Aprender a cozinhar um prato novo; Sushi.
29 - Organizar os arquivos do computador: Todos estão em seus devidos lugares.
30 - Dar mais atenção aos meus amigos; Os que merecem têm toda a atenção do mundo.
31 - Aprender a dizer "Não"; Super fácil, gente. NÃO! –N! Ñ! Ene Á Ó Tiil: NÃO!
32 - Fazer uma peça artesanal; Estou à procura da mãe de meus filhos. Mandar currículo (com foto, por favor) por e-mail. Obrigado.
33 - Comprar/ganhar uma mochila nova; De fato estou precisando.
34 - Ir ao menos uma vez à praia; Um vez por mês, né?
35 - Começar a aprender algum instrumento musical; Quero aprender a tocar violão. Porém, é preciso aprender primeiro a encontrar tempo.
36 - Conhecer pessoalmente no mínimo um amigo virtual; Ano passado eu conheci vários: a Patynha, o Patrick, o Calleo... e esse ano eu já conheci o Ricardo e o Igor. (Caso eu lembre de mais algum eu atualizo*)
37 - Namorar por mais de um mês; Já consegui. Mas só se for à distância. No meu pé já basta minha mãe. Obrigado.
38 - Fazer caminhada uma vez por semana; Na academia. \o/
39 - Assistir dvd's pendentes; Estou tentando.
40 – Ler totalmente VIVA O POVO BRASILEIRO: Se fosse VIVA OS NOVA IORQUINOS...
41 – Terminar todos os assuntos inacabados: Mega impossível no momento.
42 – Colocar rosas no tumulo do meu pai em todos os seus aniversários: Cemitério? Nem entro. Acho o clima lá muito pesado, forçado e pá.
43 – Comprar um teclado rosa: Meu preto está me servindo muito bem.
44 - Me importar menos com quem não merece; Parece piada (agora). Mas antes eu não saberia responder. Até já falei disso aqui uma vez (vide último parágrafo).
45- Terminar desenhos: Pfff, nunca nem comecei.
46 - Fazer compras na Liberdade; Que Liberdade, gente? Hã? Não importa o lugar: faço sim. (Y)
47 - Dormir e acordar mais cedo; Dormir às 05h e acordar às 14h é cedo de madrugada e cedo à tarde, né? :D
48 - Visitar algum parente afastado; Se está afastado, é por que algo aconteceu. Então é melhor deixá-lo lá.
49 - Fazer algo que não gosto para deixar alguém feliz; Sexo. Euri/ Brincadeira. Existem sempre aqueles amigos que nos “forçam” a fazer indesejável. (Não estou conseguindo pensar num exemplo nesse momento.)
50 - Doar algo que me pertence; Roupas no final do ano. Acho digno.
51 - Falar mais para as pessoas o quanto eu gosto delas; Nem faço isso, né, gente?
52 – Beijar um estranho: Acho que nunca o fiz. Mas ainda é tempo. Rá!

Enfim², é isso. E aí, minha vida tá legal ou está precisando de uma pimenta, caro leitor imaginário? Hahahaha. Xoxo! ;*

25/03/2009

“Nossos ídolos ainda são os mesmos...”

"Isso chegou ao final.
Sentirei muito a sua falta.
[...]
E mesmo que continue, como poderei te esquecer?
Suas lembranças estão muito dentro de mim."

Adiós - RBD


Faz um século que li CAPRICHO, mas, acho que o Antônio Prata não ficaria chateado se eu passasse a começar todos os meus posts falando “Estive pensando...”, porque é realmente assim que eu gostaria de começar. Como não sei se ele tem isso registrado, vou continuar fazendo. Mas, vale ressaltar que não é cópia e que eu sei da existência da coluna no Antônio. Obrigado.

Enfim. Estive pensando, por que tudo que é bom chega ao final? Nossos meses como bebê (quando éramos paparicados por toda a família – hoje é só por papai ou mamãe... e olhe lá), nossa infância (quando brincávamos na rua de pique - esconde, polícia e ladrão, dono da rua. Até as milhares de horas jogando Mortal Kombat e Street Fighter no vídeo-game), o período em que estivemos na escola, alguns relacionamentos (ou muitos... ou nenhum), e, para uns, a adolescência (que, como todos sabem, é, definitivamente, a melhor fase de nossas vidas. Pelo menos a minha está sendo).

Mas, ainda não é disso que quero falar. Lembra quando você tinha entre 10 e 13 anos, e estava tocando no rádio ritmos pulsantes e convidativos como os de “Everybody” dos Backstreet Boys, “...Baby One More Time” de Britney Spears e é claro “Bye, bye, bye” do N’SYNC? Sem falar em Sandy e Júnior que esteve presente na infância de muita gente, com suas melosas e gostosas melodias, e aquelas versões que até hoje muitos insistem em fazer.

Nossa! Quantos sonhos não foram embalados pelas canções de Westlife, Spice Girls e Destiny’s Child, hein? Hoje, dos grupos que se dissolveram com o tempo e o desgaste das noitadas e da vida de artista, nos restam artistas que, graças a Deus, conseguiram manter-se firmes e fortes no showbussines, como: Beyoncé e Justin Timberlake. Sem falar na Britney, que, honestamente, pensei que não teria volta. (Obrigado, tio Jamie Spears – o papi da Britney).

Não sei quanto a você, caro leitor imaginário, mas, há quatro anos que um grupo chegou e marcou minha vida. Três letras, seis pessoas, uma fase (muito linda e especial) de minha vida. RBD chegou ao fim, mas deixou no coração de muitos fãs mensagens de Paz, Amizade, Fé e de um Amor, que como eles mesmos disseram no disco de despedida “nunca será substituído”. Não os compare com a novela, a ideologia deles vai muito além das roupas de colegial e do “y soy rebelde”.

Ainda vai chegar um dia em que todos esses artistas serão reconhecidos pelo trabalho maravilhoso que fizeram em nossas vidas. Foi uma década que infelizmente não volta mais. Mas, disseram uma vez que “recordar é viver”. E, aqui estou: vivendo!

"E hoje te digo adeus.
Lembrarei de você quando o Sol se pôr,
quando escutar nossa canção.
E hoje que me afasto de você,
precisas saber que estás em meu coração."

Adiós - RBD