Contrate

13/05/2009

“Meu amor, nosso amor estava escrito nas estrelas...”

“Eu ficava olhando as estrelas, e fazia um pedido ao luar.
Eu buscava um amor nos meus sonhos, e um dia encontrei seu olhar”
(O Amor Faz – Sandy & Junior)


Hoje algo chamou minha atenção: vindo pra casa vi uma estrela-cadente. Fiquei surpreso com o acontecido por dois motivos: ao vê-la, me dei conta de que nunca mais tinha parado pra prestar atenção na magnitude do céu, gastar tempo observando a lua e as estrelas, ou simplesmente observar a chuva cair... Aquilo que chamam de “as coisas simples da vida”. Do outro lado, me dei conta de que, ao ficar impressionado com isso, perdi a oportunidade de fazer meu pedido, já que os pedidos só podem ser feitos no exato momento da queda da estrela.

Porém, ao virar a esquina percebi que a estrela tinha piscado mais uma vez, e, por sua vez, tornou a apagar. Cheguei a pensar que era um sinal pra que meu possível pedido fosse feito. Ao observar com mais sagacidade, meus olhos não falharam e me mostraram que aquilo não era uma estrela, muito menos cadente, mas, sim, um vaga-lume. Fiquei muito intrigado, como se aquele, sim, fosse um sinal, algo pra que eu colocasse os pés no chão, pra me mostrar que “nem tudo que reluz é ouro”.

É bom abrir os olhos pra enxergar as coisas de outro ângulo, pra eu perceber isso foi só virar a esquina. Nossos olhos às vezes nos confundem e pregam peças em nós. Principalmente se estão acompanhados de pensamentos que nos fazem viajar e esquecer que “a vida está aí pra ser vivida”.

Hoje, não sei se você reparou, caro leitor imaginário, mas a Lua veio vestida de sangue, em sua mais pura essência. Alguém muito especial me disse que as blood moons servem para mostrar que certas coisas não são o fim do mundo. Que algumas coisas machucam e que elas lhe fazem sangrar, assim como a Lua, mas que você ficaria bem.

Ouso compará-la com minha confiança: após passar por várias fases em um determinado tempo, eis que ela é adquirida. Mas, se você fizer com que ela se perca e a faça sangrar, ela some pra talvez nunca mais ser vista outra vez... como o cometa Halley.

Portanto, o melhor a fazer é esquecer que existem estrelas cadentes, por que elas podem ser apenas vaga-lumes; deixar para trás também os pedidos, por que o que tem de acontecer, uma hora ou outra acontece, é só ter fé e esperar; e, simplesmente acreditar no poder da Lua, porque um dia tudo vai ficar bem.

12 comentários:

Vinícius disse...

Porque de alguma forma, em algum momento tudo vai ficar bem, a ferida estanca, e o sangue volta a correr por nossas veias, cheio de ares de esperaça e novidade.

Luis Paulo disse...

Que sutileza! Amei o seu olhar sensível desposto nessas palavrinhas!

beijos e Luz!

Luísa disse...

Eu AMO Lua cheia sangrenta! Sim! Ela estava linda!

O começo da sua refelxão me lembrou... "Os passos vão pelas ruas... Ninguém reparou na lua... A vida sempre continua"

É sempre bom prestar atenção!

=]

Luísa disse...

Como já disse Vercilo "Luar que mais parece um Sol"

amo!

Jordanna disse...

A lua tava linda Dan!
Amo namorar o luar...
Eu ainda perco meu tempo olhando o céu, todo os dias o espetaculo do entardecer aqui da janela do meu quarto é lindo!
Acho isso importante e concordo que nem tudo o que você escreveu.
Adooro o seu Blog!
beijocas

Anônimo disse...

MAIS UMA VEZ VOCE ME SURPREENDE :O Como a pessoa escreve taaaaao bem hein? De uma forma tao envolvente? Tao misteriosa e intrigante? Uns textos reflexivos.. lindos *---------* NUNCA PARE DE ESCREVER! Eu AMO seus posts :D:D:D Beeeijos amor ;**
By Janyne.

insensatez disse...

seu texto me passou uma paz, dan, você nao tem idéia! :) concordo com tudo que falou, realmente, as vezes precisamos andar por aí com o pé no chão, em vez de dependermos muito da imaginação ou sonhos ou esperança :)

wyllians disse...

Amar na intensidade que você ama Dan, ninguém mais... a lua é nossa prova, sangreta e silenciosa como seus passos, mais brilhantes que todas os outras.

Paz e Bem!!

Um xero de saudades.

Milca disse...

Belo texto Daan!
:D

Jason Waider disse...

Acreditar faz bem. Não perder a esperança é importante...
Eu acredito.
Abraço do novo seguidor Jason.

*LéO mOrAiS disse...

Ainda vou aprender a ser destemido como vc amigo...
Sua intensidade em suas relações é fabuloso...
Seu é brutal com sua realidade simples.
Bju grande, Amo vC!!!

Léo Morais*

*LéO mOrAiS disse...

Ainda vou aprender a ser destemido como vc amigo...
Sua intensidade em suas relações é fabuloso...
Seu texto é brutal com sua realidade simples.
Bju grande, Amo vC!!!

Léo Morais*


Contrate