Contrate

29/03/2011

“Menos de 127 minutos...”



"I lost myself is it better not said
Now I'm Closer to the Edge"
(30 Seconds to Mars - Closer To The Edge)


A cidade nova não me oferece muita coisa para fazer. Sinto falta dos meus amores para me arrastar de casa e encher meus dias de risadas e piadinhas particulares (POUCAS SABE). Portanto, sobra-me tempo. Então convidei minha mala para ir ao cinema comigo ver mais um filme. Afinal de contas foram quatro lançamentos em menos de 20 dias. Estou quase me sentindo aqueles críticos de cinema de tanto filme que venho assistindo.


Dessa vez optei por um filme baseado em fatos reais. Preciso de realidade à minha vida de conto de fadas (vivida, assim, não por opção). O escolhido foi “127 Horas”. Caro leitor imaginário, sou do tipo que quando bato o olho em uma coisa sei que vai dar certo. Quando vi pela primeira vez informações sobre o filme, as imagens e o trailer sabia que tinha que assistir.

Não vou contar a trechos nem detalhes da história do Aron. Mas o que se passou com ele quando estava preso entre as rochas durante 127 horas, no meio do nada, onde ninguém o podia ouvir, o fez perceber que ele passa despercebido pelas coisas simples da vida. As coisas que ele realmente deveria ter dado valor quando pôde. E o mesmo aconteceu comigo.

Às vezes uma gota d’água pode fazer toda diferença em sua vida. Ou ela, ou a falta dela. Além disso, foi importante perceber também o quando é importante poder ter sonhos e coisas em que acreditar. Eu tenho muitos sonhos, creio em muitas coisas. A persistência e a força de vontade do jovem para não perder a concentração também foram algo para serem levados em consideração, porque nos impulsiona a não desistir tão fácil e nem se entregar.

Bastaram menos de 127 minutos para eu perceber que as melhores coisas das nossas vidas passam voando. Sei que não precisava do filme para ter certeza disso. Mas, caro leitor imaginário, ele me ajudou e muito. Hoje posso dizer que sou um homem que não vai desistir das coisas. Não tão fácil. Nem se for difícil, também. Se estou aqui foi porque Deus me fez forte para resistir a todas as coisas. E, além de resisti-las, vou superá-las.


"Gonna give everything I have

It's my destiny
I'll never say never (I'll fight)

I'll fight to forever"
(Justin Bieber - Never Say Never)

4 comentários:

Lucas Oliveira disse...

Hoje posso dizer que sou um homem que não vai desistir das coisas. Não tão fácil. Nem se for difícil, também. Se estou aqui foi porque Deus me fez forte para resistir a todas as coisas. E, além de resisti-las, vou superá-las. [2]

gυтн disse...

É meu caro Dan, as vezes só nos damos conta das coisas boas que temos e que vivemos quando somos colocados a prova ou quando perdemos. E depois de ter perdido muitos desses bons momentos que hoje eu vivo cada minuto intensamente e agarro todas as chances que a vida me oferece para nao me arrepender depois.
Otima postagem!

Bruno Azevedo disse...

Sei bem o que é isso amigo...e quão é difícil estar longe de quem amamos e nos dar conta de que às vezes, ou muitas vezes, não damos valor ao que nos cerca. Bate a sensação de 'eu podia ter feito mais, ou curtido mais...' enfim, o que nos sobra é a saudade, mais do que isso, o amor por aqueles que contribuem um pouquinho com carinho, amizade e dedicação. Adorei a postagem!

CaroIinie Martins disse...

Amei o "CARO LEITOR IMAGINÁRIO"...Consigo te enxergar pelas entrelinhas.....Tudo d bom!*-*


Contrate