Contrate

11/12/2008

Questão de Geografia.

Está tudo lindo. Estou de férias, estou muito feliz. Essas férias foram mais do que merecidas. Que semestrezinho infeliz, viu? Aloca! Quês professores! Quês trabalhozinhos tristes! Quês autores (Adorno e companhia limitada). Aff. Mas passou! Mais uma etapa da minha vida está concluída! Cheguei na metade! Só me restam mais mínimos dois anos!


Estou bem demais, tenho amigos ma-ra-vi-lho-sos. Amigos lindos que me acompanharam nesses meses loucos, nessas viagens loucas (p.s.: viagens de conhecimento mesmo, para outras localidades, e, é claro, viagens da minha mente), e que eu sei que sempre estarão comigo, assim como eu sempre vou estar aqui para eles.

Após o último post as pessoas vieram perguntar se esse seria realmente “o final” de “novembro”. Bom, se é o final eu ainda não sei, pois eu ainda não morri (H). Pelo andar da carruagem o “nós” entre o Doce Novembro e eu não vai acontecer tão cedo. Por quê? Por um único motivo: nós somos geograficamente incompatíveis (Y). Mas, tudo pode mudar. E se a montanha não vai à Maomé, Maomé vai até a montanha.

“O que vem não deve ser negado, o que vai não deve ser seguido.”

Autor desconhecido.

3 comentários:

Patrick Moraes disse...

por trás de uma montanha existe coisas que o homem jamais será capaz de descobrir! ;)

Luísa disse...

Ai! Nem fala!

De geografia incompatível eu entendooo!

É o pior...

As quebradeiras disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk geografia incompatível é a bagaça! FATÃO


Contrate